Guia do Investidor

O que é Bear Market?

O Bear Market é um período caracterizado por baixa no mercado, em que muitos investidores vendem suas ações


Mulher com planilha na mão pensando no que é bear market

Bear market e bull market são dois termos frequentemente utilizados no contexto de análises de mercado. Cada um deles representa movimentos diferentes na bolsa de valores e compreendê-los é muito importante para se familiarizar com o vocabulário dos investidores.

Confira a seguir mais informações sobre o bear market e seu funcionamento.

Relacionadas:

Bear market: o que é?

Também conhecido como mercado de urso, o Bear Market é caracterizado por um período em que as ações estão, na média, em queda. O nome faz referência ao movimento de ataque dos ursos. Nele, o animal dá sua patada de cima para baixo, em movimento descendente, de queda.

As causas para essa tendência de baixa podem ser várias: desaceleração econômica, desemprego, retração da economia em geral, etc.

Como funciona o Bear Market?

Períodos de Bear Market podem ser divididos em quatro fases: reconhecimento, pânico, estabilização e antecipação.

Na fase de reconhecimento, muitos investidores percebem as causas que mencionamos anteriormente. Mesmo que às vezes sejam observadas apenas pequenas mudanças nos indicadores, como o mercado trabalha antecipando o futuro esse tipo de alteração pode gerar pânico. Nessa fase, investidores começam a vender suas ações, levando a uma situação de muita oferta que joga os preços ainda mais para baixo.

Em seguida, há um período mais longo de estabilização, em que os investidores permanecem incertos em relação aos rumos do mercado, mas entendem melhor as causas do Bear Market e como lidar com elas.

Por fim, vem a antecipação. É nessa última fase que muitos investidores aproveitam para rever o portfólio e investir com foco no longo prazo. Investidores de perfil mais arrojado aproveitam o preço baixo das ações para investir, com a expectativa de reversão e melhora do cenário. Pouco a pouco, essas movimentações vão reaquecendo o mercado.

Como agir durante o período de Bear Market

Na fase do pânico, muitos investidores menos experientes se deixam levar por um efeito manada e acabam saindo no prejuízo na tentativa de acertar o tempo e os movimentos do mercado.

Ações são investimentos de longo prazo. Se você já as têm, é importante continuar com esse foco, com prudência. Os riscos de perda em um Bear Market são maiores, mas com um bom planejamento você pode sair beneficiado dessa situação.

C6 TechInvest: uma ferramenta para melhorar seu planejamento

O C6 TechInvest é o produto de carteira administrada oferecido pelo C6 Bank, que busca a diversificação dos investimentos através do balanceamento de ativos nacionais e internacionais.

Basta fazer o teste de suitability no nosso aplicativo para que, em seguida, o C6 TechInvest sugira uma carteira personalizada, criada por meio da tecnologia, sem intermediários, oferecendo a melhor rentabilidade para aquele risco específico, evitando que você precise se preocupar com a melhor forma de agir em um Bear Market.

O investidor também tem a possibilidade de modificar o que foi sugerido e aumentar ou diminui a exposição em determinados ativos.

O investimento mínimo é de R$ 1.000 e a taxa de administração é de 0,7% ao ano sobre o total investido. E pode ficar tranquilo em relação à liquidez: ao pedir o resgate do dinheiro, ele cai na conta em apenas um dia útil.

Ainda não está usando o C6 Bank? Baixe o app, abra sua conta digital gratuita, peça seu cartão sem anuidade com a cor que quiser e aproveite um banco completo com tudo em um só app.

Leia também: Como comprar ações na prática?