Novidades

C6 Bank recebe autorização do Banco Central para começar a operar

Conta corrente terá taxa zero, sem custo para abertura e manutenção de contas, saques e transferências


Foto da fachada do prédio do C6 Bank, onde se visualiza o logo do C6 Bank em frente ao prédio em meio ao jardim, com as luzes do teto da recepção em tons de amarelo em destaque.

O C6 Bank recebeu licença do Banco Central para começar a operar como banco múltiplo. A aprovação foi publicada nesta sexta-feira no Diário Oficial da União. A instituição financeira funcionará sem agências físicas e oferecerá isenção de tarifas para transações básicas, como abertura e manutenção de conta corrente, saques pelos caixas eletrônicos da Rede 24 Horas e transferências. Os investimentos dos acionistas no projeto somarão R$ 500 milhões até dezembro.

O C6 Bank terá um portfólio completo de serviços financeiros, incluindo CDB (Certificado de Depósito Bancário), cartão múltiplo (crédito e débito) e pagamento de boletos, entre outros. Além de oferecer produtos bancários próprios, o C6 Bank distribuirá serviços de terceiros no seu marketplace.

No primeiro momento, apenas os colaboradores do C6 Bank e seus convidados terão acesso aos produtos. A ideia é oferecer os serviços para o público ainda no primeiro semestre de 2019.

A instituição ocupa um prédio de quase 8.000 metros quadrados na região dos Jardins, em São Paulo, onde estão os seus 320 funcionários. Na sede do C6 Bank, funcionará também um hub para startups, o Opp, que abrigará um programa de formação para empreendedores que une aporte de capital e mentoria.