Novidades

C6 Bank zera emissão de carbono

Banco compensou 475 toneladas de carbono emitidas em 2020; compra de créditos vai ajudar a proteger região no sul da Amazônia


Frente do prédio do C6 Bank expondo o logo C6 do banco

O C6 Bank passou a fazer parte de um time seleto de empresas brasileiras que zerou suas emissões de carbono. A compensação foi feita por meio da compra de créditos da Moss.earth, a maior plataforma de compensação de carbono do mundo. A ideia é incorporar essa prática e repetir a compensação neste e nos próximos anos.

Para realizar a compra dos créditos, o C6 Bank fez um inventário das emissões de todas as empresas do grupo, incluindo nessa conta o consumo de energia elétrica e o transporte dos funcionários, de deslocamentos de táxi a viagens de avião, o que totalizou uma emissão de 475 toneladas de carbono em 2020.

O banco compensou toda essa emissão por meio da compra de créditos de carbono gerados pelo projeto da Fazenda Fortaleza do Ituxi, que está localizada ao sul da Amazônia. A iniciativa, que tem certificação internacional, protege uma área de 150 mil hectares e viabiliza a produção de açaí e castanhas pela população local, além de projetos de energia solar.

Na plataforma da Moss, a certificação de créditos de carbono é feita sobre blockchain, algo inédito no mercado brasileiro. Essa tecnologia, que pode ser entendida como um banco de dados público (verificável por qualquer pessoa), é inviolável, permite rastrear as transações e, no caso do crédito de carbono, impede que o mesmo crédito seja vendido mais de uma vez, garantindo a transparência do processo.

“Zerar a emissão de carbono com ajuda da tecnologia, investindo indiretamente no plantio de árvores, no uso de energia renovável ou no combate ao desmatamento, é uma forma de evitar os efeitos das mudanças climáticas e de contribuir com comunidades que protegem a biodiversidade”, diz Alexandra Pain, head de marketing e impacto social do banco.

Sustentável desde o começo

O C6 Bank, que tem o símbolo do carbono no nome, já nasceu com preocupação ambiental. O prédio onde está a sede do banco tem certificação Leed (Leadership in Energy and Environmental Design) na categoria Gold, que reconhece edifícios sustentáveis no mundo.

Entre as iniciativas da instituição estão reciclagem, iluminação 100% automatizada e sistema que permite economia de água. No prédio do banco, também há bicicletário e vestiários, para incentivar os colaboradores a optarem por meios de transportes de baixo impacto ambiental.