Economia

Resumo da semana: Novos casos globais de covid-19 atingem nível recorde

Enquanto a variante ômicron se espalha pelo mundo, a expectativa para atividade econômica no Brasil arrefeceu. Veja os principais fatos da semana


A equipe econômica do C6 Bank divulgou nesta quinta-feira (30) mais uma edição do seu relatório semanal. O destaque fica por conta dos novos casos globais de covid-19, que atingiram nível recorde no exterior. Veja, abaixo, a íntegra do documento.

INTERNACIONAL

Estados Unidos: infecções de covid-19 aumentam, hospitalizações seguem moderadas

Os novos casos de covid-19 superaram esta semana os picos de ondas anteriores. Por ora, as hospitalizações seguem abaixo de ciclos passados. Segundo Anthony Fauci, principal conselheiro de saúde do presidente Biden, os casos devem alcançar um auge no fim de janeiro.

Os índices regionais de atividade industrial dos Federal Reserves continuam apontando crescimento sólido em dezembro. O índice do Dallas Fed diminuiu em relação ao mês anterior, enquanto o do Richmond Fed aumentou. Na composição dos índices, ambos sinalizam demanda robusta e produção firme. Preços continuam elevados e empregos em expansão.

O mercado imobiliário segue aquecido. Os preços de casas (FHFA) subiram 1,1% em outubro frente ao mês anterior, seguindo a tendência de alta. Os preços estão pressionados por estoques baixos e demanda robusta. As vendas pendentes contraíram 2,2% em novembro, depois de expandirem 7,5% no mês anterior, de acordo com a Associação Nacional de Corretores Imobiliários. Apesar da contração, as vendas pendentes seguem acima da média pré-pandemia.

Os pedidos de seguro-desemprego seguem tendência de queda. Os pedidos contínuos (continuing jobless claims) diminuíram em 140 mil e totalizaram 1,7 milhão na semana encerrada em 18 de dezembro, nível similar ao período pré-pandemia. Os pedidos iniciais de seguro-desemprego (initial jobless claims) foram de 198 mil, na semana encerrada em 25 de dezembro, abaixo do nível pré-pandemia.

Europa: casos de covid-19 seguem em alta

O número de casos de covid-19 continua subindo na região. O aumento de infecções ocorre em vários países, como Reino Unido, Espanha, França e Itália, todos esses no momento com número de novos casos acima de picos anteriores. As hospitalizações, no entanto, seguem moderadas. Apesar disso, algumas restrições para evitar uma disseminação maior do vírus estão em andamento. Na França, o trabalho remoto será obrigatório por no mínimo três dias na semana a partir de janeiro.

O preço do gás natural segue apresentando alta volatilidade. Nos últimos dias, o preço cedeu mais de 40% em relação ao pico da semana anterior. A queda recente se deve ao maior volume de gás natural liquefeito proveniente dos Estados Unidos. Apesar da queda, o preço do gás natural segue elevado, quase cinco vezes maior que no início do ano, pressionado por baixos estoques no início do inverno europeu e menor volume exportado pela Rússia para o continente.

China: lucro da indústria desacelera

O lucro da indústria diminuiu para 9% em novembro frente ao mesmo mês do ano anterior, de acordo com o Escritório Nacional de Estatística (NBS, na sigla em inglês). A queda no preço de algumas commodities em novembro, como carvão e minério de ferro, diminuiu o lucro de mineradores, reduzindo suas contribuições no índice.

O aumento de casos de covid-19 continua concentrado na província de Shaanxi, em torno de 150 por dia. A cidade mais afetada da província entrou em lockdown há uma semana.

BRASIL

Pesquisa Focus: expectativas para a atividade arrefecem

A projeção para o IPCA apresentou leve retração para 2021 (de 10,04% para 10,02%) e para 2023 (de 3,4% para 3,38%) mas ficou estável para 2022 (5,03%). Já os números esperados para o PIB registraram queda em 2021 (de 4,58% para 4,51%) e 2022 (0,5% para 0,42%). A taxa Selic segue em 11,5% para o ano que vem e em 8% para 2023.

Atividade: desemprego em queda, mas rendimento deteriora

A taxa de desemprego da PNAD Contínua de outubro surpreendeu positivamente pela quinta vez consecutiva (mostrando queda mais intensa que o esperado) e atingiu 12,3% no mês, considerando o dado com nosso ajuste sazonal. O índice vem mostrando recuo desde o pico em dezembro de 2020 (15%), refletindo a recuperação do PIB de Serviços. A pesquisa mostra retomada da ocupação e aumento da taxa de participação. Ainda assim, acreditamos que o hiato no mercado de trabalho segue aberto e deve permanecer elevado por bastante tempo. A inflação tem afetado a renda real. Houve queda de 1,5% nos rendimentos médios habituais em relação à divulgação do mês anterior.

Fiscal: resultado do setor público consolidado surpreende consenso

O resultado primário do governo foi positivo em novembro. A arrecadação segue forte. O superávit primário do setor público consolidado veio acima das expectativas, ficando em R$ 15 bi no mês. No acumulado em 12 meses, o resultado passou de um déficit de R$20 bi para um superávit de R$13 bi (0,1% do PIB). A dívida líquida registrou nova queda, passando de 57,1% para 57% do PIB. No curto prazo, os resultados fiscais seguem surpreendendo positivamente, mas perspectivas à frente são negativas.

Inflação: IGP-M indica desaceleração de bens industriais

O IGP-M avançou 0,87% em dezembro – acima do esperado de 0,69% – e encerrou o ano com alta acumulada de 17,78%. A composição dos índices de atacado apresentou comportamento heterogêneo: o IPA agrícola acelerou 1,27% frente a uma queda de 2,13% no mês anterior enquanto o núcleo do IPA industrial – que inclui apenas os itens relacionados à inflação de bens industriais do IPCA, excluindo alimentos, combustíveis e minério de ferro – desacelerou, mas segue pressionado (alta de 0,75% ante alta de 2,11% em novembro).

Equipe Econômica C6 Bank

Felipe Salles Head
Claudia Moreno Head Brasil
Claudia Rodrigues Head Internacional
Felipe Mecchi Internacional
Heliezer Jacob Brasil

Este relatório foi preparado pelo Banco C6 S.A.
Os números contidos nos gráficos de desempenho referem-se ao passado; o desempenho passado não é garantia de resultados futuros.
Cada analista de Macro Research é o principal responsável pelo conteúdo deste relatório e atesta que:
(i) todas as opiniões expressas refletem com precisão suas opiniões pessoais e eventual recomendação foi elaborada de forma independente, inclusive em relação ao Banco C6 S.A. e / ou suas afiliadas;
(ii) nenhuma parte de sua remuneração foi, está ou estará, direta ou indiretamente, relacionada a quaisquer recomendações específicas realizadas pelo analista.
Parte da remuneração do analista vem dos lucros do Banco C6 S.A. e / ou de suas afiliadas e, consequentemente, as receitas decorrem de transações mantidas pelo Banco C6 S.A. e / ou suas coligadas.
Este relatório foi preparado pelo Banco C6 S.A., uma instituição regulada por autoridades brasileiras.
O Banco C6 S.A. é responsável pela distribuição deste relatório no Brasil.