Novidades

Clientes do C6 Bank já podem usar caixas eletrônicos do Chase sem custo

Benefício está disponível para saques nos mais de 16 mil ATMs da rede Chase


Foto de uma mulher branca de cabelos ruivos lisos com franja. Ela segura, com a mão esquerda, em frente ao seu olho esquerdo, o cartão de débito em euro da Conta Global do C6 Bank na cor vinho. Usa óculos escuros e casaco xadrez branco e marrom. Ao fundo, fora de foco, há um telhado de arquitetura renascentista, à direita da mulher.

Clientes do C6 Bank que têm uma conta global com saldo em dólar ou em euro podem fazer saques nos caixas eletrônicos do Chase, gratuitamente, a partir de hoje. A rede de ATMs está disponível nos Estados Unidos e conta com mais de 16 mil unidades espalhadas pelo país.

Esse é um dos primeiros benefícios anunciados aos clientes do C6 Bank após a formalização da sociedade com o JPMorgan Chase, que comprou uma participação de 40% no banco brasileiro. O JP atua no segmento de varejo americano com a bandeira Chase, cuja plataforma digital de produtos bancários atende a mais de 55 milhões de clientes.  

Os ATMs do Chase integram a rede de terminais de autoatendimento da rede Cirrus, com mais de 2 milhões de unidades espalhados pelo mundo. Clientes da Conta Global do C6 Bank podem usar qualquer ATM da rede Cirrus, com um limite de quatro retiradas diárias no valor máximo de US$ 500 ou € 500 por vez, a um custo de US$ 5 por saque e mais a tarifa cobrada pelo ATM local. Nos caixas eletrônicos do Chase, essas cobranças deixam de existir, gerando uma economia de US$ 8,50 por saque. Nos primeiros meses, enquanto o serviço está sendo implementado, a taxa do C6 Bank será debitada da conta do cliente a cada saque e estornada no dia seguinte.

Para ter uma Conta Global Dólar ou Euro, é preciso ser correntista pessoa física do C6 Bank e solicitar a abertura da conta internacional no próprio aplicativo do banco. Depois, basta que o cliente transfira reais da sua conta corrente para sua Conta Global, onde o montante é convertido automaticamente. A transferência ocorre de forma imediata e pode ser realizada durante as 24 horas do dia. Para fazer a conversão da moeda brasileira para as versões estrangeiras, a referência que o banco usa é a da moeda comercial, cuja cotação é mais baixa que o papel vendido para turismo. As transações são feitas com base no IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) de 1,1% e spread de 2%.

Para se ter ideia da vantagem, em uma compra com cartão de crédito no exterior incidem sobre a transação IOF de 6,38% e spread de câmbio de 4%. No início do ano, a Conta Global do C6 Bank passou a oferecer ainda o recurso de transferência para outros países, permitindo que o correntista, em poucos passos, envie e receba dólares de qualquer conta bancária no exterior.