Seu Bolso

Como economizar no mercado?

Quer diminuir o valor da conta do supermercado? Existem alguns hábitos que podem ajudar você.


Mulher negra em pé fazendo a leitura da lista do supermercado
Em buscas de alternativas para montar a lista do supermercado?

No cenário em que o preço dos alimentos subiu muito, a lista do supermercado pode se transformar em uma vilã. Em fevereiro de 2022, a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), constatou um recorde histórico com relação ao aumento dos preços mundiais dos alimentos. O Índice de Preços de Alimentos da FAO teve uma média de 140,7 pontos, 20,7% acima do nível de 2021.

Segundo o IPCA de março, a inflação brasileira está em 11,30% no acumulado de 12 meses. E as projeções exibidas nas últimas edições da Pesquisa Focus, apontam para uma inflação acima da meta do Banco Central tanto em 2022 quanto em 2023.

Óleos, laticínios, cereais e carnes são os protagonistas na subida de preço e normalmente esses itens marcam presença nos armários de casa. Nesse sentido, é natural que as pessoas comecem a pensar em como economizar nas compras. Será que existem meios fáceis de conseguir poupar dinheiro no supermercado?

A resposta é que não existe um modelo mágico para economizar, principalmente quando consideramos o valor do salário mínimo. Entretanto, existem hábitos financeiros que podem ajudar você a diminuir os gastos e ter um controle maior sobre as suas finanças.

Relacionadas:

Por que o preço dos alimentos aumentou?

São vários fatores que impactam a alta dos preços dos alimentos.

  • Condições das colheitas
  • Elevação no preço dos fertilizantes
  • Fatores climáticos
  • Conflito entre Ucrânia e Rússia
  • Alta do preço do petróleo

Aqui é importante compreender que essas condições acontecem de forma conjunta, o que ocasiona um grande aumento nos preços e impacta diretamente no seu bolso na hora de passar no caixa do supermercado.

Então, como economizar no mercado?

1. Compreenda o seu salário: quanto você pode gastar?

O primeiro passo é entender o quanto você pode gastar nas compras do mês. A dica é realizar um planejamento financeiro. Para isso, você precisa listar todos os seus gastos mensais, desde aqueles relacionados a moradia aos relacionados a transporte, por exemplo. A partir disso, você consegue entender como cortar gastos desnecessários, adiar outros e talvez aumentar a quantia destinada a alimentação.

2. Se atente ao consumo por impulso

A lógica do varejo, de modo geral, é fazer com que você compre. Então, estar preparado para conseguir evitar certos impulsos é bem importante. Pense bem, você precisa mesmo aproveitar todas as promoções que aparecem nas prateleiras? Quais são os itens que você realmente precisa e em qual quantidade? E isso nos leva ao próximo passo:

3. Faça uma lista de compras

Uma ótima dica para você conseguir driblar os estímulos presentes nos corredores do mercado é fazer uma lista de compras – sim, as listas podem ser grandes aliadas. Com ela, você pode destacar os produtos que são prioridade para sua casa ou família.

Como a realidade das famílias brasileiras são muito diferentes, entender quais são os itens essenciais é uma tarefa que deve ser feita com atenção, considerando o seu dia a dia e o das pessoas que moram com você.

4. Compra mensal ou semanal?

A compra do mês não é a sua única opção. As compras semanais também podem te ajudar a ter um maior controle sobre os seus gastos. A vantagem de comprar semanalmente é que você pode entender quais itens estão faltando na sua rotina e, consequentemente, desperdiçar menos, além de aproveitar as promoções que surgem. Já as vantagens da compra mensal é a praticidade de ir ao mercado apenas uma vez.

Normalmente, pessoas que não contam com uma renda fixa no mês acabam se adaptando melhor ao modelo semanal. Já que a compra do mês exige que você consiga realizar uma grande compra uma única vez.

5. Experimente outras marcas

Será que existem marcas mais baratas que conseguem oferecer a mesma qualidade? Neste ponto é importante se atentar a qualidade percebida. Ou seja, não se apegar tanto ao que as propagandas dizem e sim a qualidade real dos produtos. Assim, você consegue cortar gastos sem deixar de consumir o que você gosta.

6. Não faça nada correndo

Fazer a compra com calma é bem importante. Assim, você consegue analisar melhor os preços, produtos e identificar qual é a opção de compra mais adequada para você.

Ainda não está usando o C6 Bank? Baixe o app, abra sua conta digital gratuita, peça seu cartão sem anuidade com a cor que quiser e aproveite um banco completo com tudo em um só app. economizar.

Leia também: Existem dívidas boas?