Seu Bolso

Conseguiu uma vaga de estágio? Veja como começar a investir para a aposentadoria

No C6 Bank, existem opções de investimento para todo tipo de perfil


Foto de uma mão segurando um celular onde se pode ver o aplicativo do C6 Bank aberto na aba de investimentos

Quem está entrando agora no mercado de trabalho deve enfrentar muito mais desafios para se aposentar do que as gerações anteriores e, por isso, buscar alternativas o quanto antes é a melhor escolha.

Tem gente que acha que para poupar dinheiro precisa ganhar muito e isso é um engano. É preciso ter metas de acumulação definidas para acelerar esse processo.

O primeiro é o valor: quanto mais dinheiro você investir, mais rápido vai chegar no objetivo. Como o jovem ganha pouco, essa já é uma vantagem que ele não tem.

O segundo é a taxa de juros: corresponde à rentabilidade que a aplicação vai ter. Quem não entende muito sobre investimentos e, portanto, não pode assumir grandes riscos também fica para trás nesse quesito.

O terceiro é o tempo: o período em que uma certa quantia estará rendendo juros. Isso depende exclusivamente do jovem que tem a possibilidade de poupar. Quanto mais cedo ele começar, menor vai será o valor necessário para atingir a meta.

Por onde começar?

Durante o período de estágio ou aprendizagem ainda é um pouco cedo para estruturar um plano de aposentadoria. A prioridade nesse momento é cultivar o hábito de investir parte do salário, seja em aplicações ou em aprimoramento profissional.

A orientação é, sempre que possível, separar de 10% a 20% dos ganhos e aplicar todos os meses.

No entanto, ela lembra que tudo depende do contexto. No casos de famílias de baixa renda, muitas vezes o dinheiro desse estagiário vai para as despesas domésticas. Assim, fica mais complicado falar em poupar dinheiro. Uma alternativa mais acessível seria apostar em cursos de curta duração que ajudem a desenvolver habilidades.

Onde alocar o dinheiro?

O desafio aqui é aprender a investir. Isso inclui criar o hábito de guardar dinheiro e entender como funciona cada tipo de investimento, duas coisas que podem levar um bom tempo.

No C6 Bank, existem opções para todo tipo de investidor: tanto para quem quer investir por conta própria, montando uma carteira do zero, como para aqueles que preferem um atendimento mais personalizado.

Um dos produtos disponíveis é o C6 TechInvest, uma assessoria de investimentos digital, com carteiras administradas e assessoria humana para você atingir os seus objetivos, com aplicação mínima de R$ 1.000.

O algoritmo monitora constantemente as mudanças do mercado e, quando necessário, ajusta a sua carteira automaticamente em busca da melhor rentabilidade.

O C6 TechInvest dá acesso a diversas classes de ativos para garantir a diversificação dos investimentos, incluindo tanto ativos nacionais como internacionais.

Quem prefere investir em produtos por conta própria, tem uma enorme diversidade de ativos para escolher, desde fundos, renda variável, renda fixa até previdência privada.

O investidor também não paga nada para investir: a taxa de corretagem e de custódia são zeradas para CDBs, fundos, ações, FIIs, ETFs, BDRs, mercados futuros e previdência.

E, para melhorar, no C6 Bank, banco e corretora são no mesmo app.

Leia também: Prof. Liao, do C6 Bank, explica como funciona a previdência privada