Novidades

Conta Global de Investimentos do C6 Bank é opção para diversificar e investir no exterior com dólar baixo

Conta Global de Investimentos permite que os clientes do banco invistam pelo aplicativo diretamente no exterior


O real está entre as moedas que mais se valorizaram frente ao dólar em 2022. Mesmo depois da subida do dólar nas últimas semanas, o real continua no patamar dos R$ 5. No ano, a moeda brasileira acumula valorização de 9%. 

“O investidor se sente mais atraído a buscar investimentos fora do país quando o real está mais forte”, disse Igor Rongel, head de investimentos do C6 Bank.  

O C6 Bank oferece a seus clientes a possibilidade de investir no exterior pelo aplicativo do banco por meio da Conta Global de Investimentos. A plataforma possui cerca de 150 fundos mútuos, com aplicações mínimas a partir de US$ 1.000, e fundos de hedge, em que o investimento mínimo é de US$ 25 mil. Para ter acesso aos fundos é preciso abrir uma conta internacional no C6 Bank e fazer uma remessa em dólar, tudo em poucos cliques diretamente pelo app. A primeira remessa mínima para a Conta Global de Investimentos é de US$ 10 mil. As seguintes podem ser feitas a partir de US$ 1.000.   

No começo de fevereiro, a taxa de manutenção da Conta Global de Investimentos caiu de US$ 500 para US$ 120. “Queremos dar a oportunidade de diversificação internacional para um público que não tinha essa opção”, afirma Rongel.  

A Conta Global de Investimentos, lançada em abril de 2021, foi pensada especialmente para um público com maior capacidade de investimento e mais tolerante a riscos.  

Diversificação

A possibilidade de diversificação oferecida pela conta tem atraído investidores brasileiros, já que aplicar os recursos em ativos de outras partes do mundo é uma forma de proteger a carteira das incertezas na economia interna e de volatilidades do mercado brasileiro.   

Outra vantagem é que é mais simples e vantajoso usar a Conta Global de Investimentos do que as outras opções disponíveis no mercado brasileiro. Antes da plataforma do C6 Bank, era necessário abrir conta em uma corretora ou banco estrangeiros para ter acesso a esse tipo de ativo internacional. Mesmo no segmento de private banking, o acesso a hedge funds é restrito, por serem fundos com poucas janelas de captação e com foco limitado nos clientes de varejo.

Para o cliente ter acesso a todas as opções da conta, além da taxa anual de US$ 120, é cobrada uma taxa de 0,1% a 0,6% sobre o valor enviado para a conta no exterior. No caso dos fundos, há também um custo de transação, que é de US$ 28 para investir ou fazer o resgate.