Guia do Investidor

O que são debêntures?

Debêntures são uma alternativa de investimento em renda fixa com maior risco, mas possibilidade de maiores rendimentos


Mulher descendo escadas e pensando no que são debêntures

Debêntures são uma alternativa bastante popular entre investidores que buscam investir no universo da renda fixa. Apesar de mais arriscado do que outros investimentos, como o Tesouro Direto, as debêntures também trazem a possibilidade de uma maior rentabilidade.

Entenda o que são debêntures e como funciona essa modalidade de investimento no texto a seguir.

Relacionadas:

O que são debêntures?

Debêntures são títulos de dívida que geram direito de crédito ao investidor – que, após a compra, passa a ser um credor. Isso significa que esse investidor terá direito a uma remuneração do emissor (geralmente juros) e ao recebimento de volta do valor investido (chamado de principal), periodicamente ou após vencimento do título.

Para que servem?

As debêntures são emitidas por sociedades anônimas de capital aberto ou fechado com fins de captação de recursos, seja para financiar projetos ou para organizar a situação financeira da empresa sem a necessidade de fazer um empréstimo, por exemplo.

Debêntures são renda fixa ou variável?

Renda fixa. Isso porque as regras relacionadas aos prazos e ao formato de remuneração são definidas desde o momento em que a empresa responsável as emite, caso o investimento seja mantido até o vencimento.

Ou seja: o credor que investe em uma debênture o faz sabendo desde o começo quanto tempo o seu dinheiro precisará ficar aplicado, bem como de quanto são os juros que receberá até o final do prazo.

Tipos de debêntures

Existem diversos tipos disponíveis no mercado. Conheça alguns deles a seguir:

Debêntures simples

Aquelas cuja remuneração é o principal somado a juros, de acordo com as condições da oferta inicial.

Debêntures incentivadas

Também conhecidas como debêntures de infraestrutura, são títulos emitidos com o fim de captar recursos para projetos específicos de desenvolvimento da infraestrutura do país.

Diferentemente dos outros tipos, as debêntures incentivadas contam com uma grande vantagem: seu rendimento é isento de Imposto de Renda. Se opõem às debêntures comuns, aquelas que não recebem isenção.

Conversíveis

Essa modalidade permite que os papéis sejam trocados por ações da companhia emissora. É uma forma alternativa de remuneração, em que o credor recebe uma participação acionária no lugar do principal acrescido de juros, como acontece com as debêntures simples.

Existem também as permutáveis, que seguem o mesmo princípio das conversíveis. A diferença é que, no caso das permutáveis, as ações oferecidas não são da empresa emissora.

Perpétuas

Sem prazo de vencimento, em que o credor continua recebendo a remuneração ao longo do tempo, a partir do que tiver sido estabelecido em acordo com a empresa.

Participativas

Nessa modalidade, ao invés de receberem o principal acrescido de juros, os credores são remunerados com uma participação nos lucros da empresa emissora.

Ainda não está usando o C6 Bank? Baixe o app, abra sua conta digital gratuita, peça seu cartão sem anuidade com a cor que quiser e aproveite um banco completo com tudo em um só app.

Leia também: Cuidado com investimentos financeiros que não são investimentos financeiros