Seu Bolso

Dia das Mães: 7 dicas para fazer compras com segurança

C6 Bank oferece recursos de segurança para proteger o cliente de golpistas que se aproveitam da corrida pelas compras


O Dia das Mães está chegando (dia 8) e muitas pessoas têm o hábito de deixar para comprar o presente na última hora. Se você está nesse grupo, vale a pena ficar atento no momento de fechar seu pedido, pois fraudadores se aproveitam de datas comemorativas para aplicar golpes no consumidor.

Para ajudar as pessoas a não cair em armadilhas digitas, José Luiz Santana, head de cibersegurança do C6 Bank, listou algumas dicas que ampliam a segurança na hora da compra. Veja abaixo:

Relacionadas:

1. Desconfie de preços absurdamente baixos

“Não existe promoção milagrosa, principalmente em tempos de inflação em alta. Se o preço estiver baixo demais, é melhor desconfiar”, afirma Santana.

2. Verifique a reputação do vendedor

“Órgãos de defesa do consumidor costumam ter listas de sites que devem ser evitados, porque deixaram os clientes na mão. Vale a pena consultá-los”, diz Santana.

3. Cuidado com e-mails e mensagens promocionais

“Datas comemorativas são um chamariz para enganar os consumidores por meio de falsas promoções. Evite clicar em links de ofertas que chegam por e-mail, mensagens ou anúncios que aparecem nas redes sociais”, afirma o executivo.

4. Prefira o cartão virtual

O cartão virtual é mais seguro, pois a numeração e código de segurança são temporários, ou seja, só podem ser utilizados por um determinado período de tempo. “Além da vantagem de possuir um código de verificação randômico, que muda os três números atrás do cartão físico depois de todo uso, o cartão virtual é mais fácil de ser cancelado ou bloqueado, para depois emitir um novo e continuar as compras”, explica Santana.

5. Não ‘salve’ o número de seu cartão nas lojas digitais

Evite compartilhar dados do seu cartão com outros estabelecimentos.

6. Fique de olho nas suas notificações de compra

O C6 Bank envia notificações para seus clientes toda vez que uma compra ou transação é realizada. Os alertas podem ser enviados por SMS, WhatsApp, e-mail, notificação direta no aplicativo do banco e até mesmo chamada de voz.

7. Ferramentas que garantem segurança adicional

O C6 Bank passou a contar com uma camada adicional de proteção para transações realizadas no aplicativo. Agora, o app pode solicitar que o cliente exiba o rosto para que a autenticação por biometria facial seja realizada e a transação, efetuada. Essa camada adicional de proteção é acionada de acordo com regras pré-estabelecidas pelo banco, que reúnem uma série de variáveis.

A medida foi adotada para aumentar a segurança dos clientes. Com a ferramenta de autenticação baseada em risco, o C6 Bank pode acionar a biometria facial, tecnologia que usa a câmera do celular para fazer o reconhecimento da face do usuário, em transações como TED, TEF, Pix e pagamentos de valores.

Se um rosto diferente ao do dono da conta for exibido na biometria, o app será desativado permanentemente naquele aparelho. “Alguém pode estar com o aparelho roubado e ter obtido a senha do app e a senha transacional, mas não conseguirá fazer movimentações na conta”, explica Santana.

Ainda não está usando o C6 Bank? Baixe o app, abra sua conta digital gratuita, peça seu cartão sem anuidade com a cor que quiser e aproveite um banco completo com tudo em um só app.

Leia também: Cartão Virtual: Entenda o que é e como funciona