Seu Bolso

Como juntar dinheiro para casar?

Confira algumas dicas para guardar dinheiro para o seu casamento


Como juntar dinheiro para casar?
Como juntar dinheiro para casar?

Precisa juntar dinheiro para casar? Então, pode ser que esteja preocupado quanto ao planejamento financeiro para esse grande passo. Fazer um casamento exige um grande orçamento, que deve ser desenvolvido com atenção e de acordo com as necessidades dos noivos. Por isso, confira algumas dicas que podem te ajudar nesse processo.

Relacionadas:

5 dicas de como juntar dinheiro para casar

Fazer um casamento exige um planejamento cuidadoso. Além disso, a união entre os noivos em torno do objetivo de economizar e poupar gastos para realizar esse objetivo é determinante. Por isso, confira cinco dicas de como juntar dinheiro para casar:

Determine um orçamento

O primeiro passo é determinar um orçamento para o seu casamento. É importante que essa decisão seja feita em conjunto, para entender o quanto cada noivo consegue desembolsar para esse momento.

Faça um planejamento financeiro

Com o orçamento determinado, fazer um planejamento financeiro é essencial para entender como a dupla vai juntar o dinheiro para casar. Será que é preciso mudar alguma coisa para comportar as despesas do casamento?

Aqui é de extrema importância colocar todos os gastos na ponta do lápis, desde os essenciais aos supérfluos. Assim, é possível planejar os gastos dos meses seguintes, e avaliar como a vida financeira está no momento. A partir disso, caso seja necessário, ambos precisam fazer uma reavaliação de como gastar o dinheiro.

E além de organizar as finanças atuais, também é importante planejar os gastos envolvendo o casamento em si, para estabelecer prioridades e entender se o orçamento estabelecido é realista.

Corte gastos supérfluos

Durante a etapa do planejamento financeiro, é necessário entender quais gastos são essenciais e quais gastos são supérfluos e podem ser cortados. Nesse momento, o casal deve entrar em acordo em relação aos gastos que serão cortados para juntar dinheiro para casar.

Cuidado com empréstimos

Como um casamento envolve muitas despesas, fazer um empréstimo pode parecer uma boa ideia. No entanto, é importante ter cautela ao fazer essa operação. Faça um planejamento dos impactos do seu empréstimo a longo prazo, para garantir que esse compromisso não vai interferir em outros objetivos futuros do casal.

Além disso, tome cuidado para não contrair dívidas com cartão de crédito, pagando as suas faturas por completo e dentro do vencimento.

Mantenha o dinheiro aplicado

Para otimizar as economias do casal, manter o dinheiro aplicado em um produto de investimento pode ser uma boa ideia. Assim, o recurso ficará rendendo e o valor resgatado será maior do que o valor guardado.

No entanto, tome muito cuidado com o produto em que você irá investir. O investimento recomendado vai depender de quanto tempo falta para o casamento.

Se esse é um sonho que acontecerá em até dois anos, invista em produtos com uma maior liquidez, como CDBs de liquidez diária e títulos públicos.

Agora se o casamento vai acontecer em dois a cinco anos, você pode abrir mão da liquidez para fazer o investimento, e assim contar com uma rentabilidade melhor. Nesse caso, invista em produtos como LCAs, LCIs e fundos multimercado.

Além disso, esteja atento ao risco do investimento. Deixar o dinheiro guardado para o casamento sujeito a riscos e oscilações pode ser perigoso para o orçamento.

Ainda não está usando o C6 Bank? Baixe o app, abra sua conta digital gratuita, peça seu cartão sem anuidade com a cor que quiser e aproveite um banco completo com tudo em um só app.

Leia também: Dicas para economizar: como cortar despesas