Empresas

O que é fluxo de caixa e como ele pode ajudar sua empresa

Um bom fluxo de caixa pode ajudar a dar uma visão mais realista do seu negócio


Mulher olhando para a câmera em uma reunião com outras três pessoas, pensando no fluxo de caixa

Quando o assunto é gerenciamento de empresas, o fluxo de caixa é um dos termos mais importantes e recorrentes. Você sabe do que se trata essa importante ferramenta de gestão financeira?

Neste post, vamos explicar esse conceito, além de mostrar como ele pode ajudar os seus negócios. Confira mais informações a seguir.

Relacionadas:

O que é fluxo de caixa?

O fluxo de caixa é um recurso de planejamento financeiro. Aqui no blog, reforçamos bastante a importância de um bom planejamento financeiro, dividido em etapas e metas claras.

Um planejamento bem executado vai te ajudar não só a passar por períodos difíceis com mais tranquilidade, mas também o auxiliará no crescimento dos seus negócios e na conquista de seus objetivos.

A ideia por trás do fluxo de caixa é a de registrar as transações que sua empresa faz. Dessa forma, você consegue comparar seus ganhos com as despesas, de maneira bastante precisa.

Como o fluxo de caixa pode ajudar sua empresa?

Fazendo uso dessa ferramenta, você consegue ter uma noção de o que fazer com o seu dinheiro no futuro. Se você sabe seu ganho e custo médios, você consegue planejar antecipadamente como aplicar o dinheiro que sobra.

Por outro lado, se falta dinheiro, você também pode se planejar melhor a respeito da necessidade de utilizar medidas como capital de giro ou aumento emergencial de limite da sua conta empresarial. Em ambos os casos, o empresário sai beneficiado.

Além disso, você também pode usar esses dados para aumentar ou diminuir o preço de seus produtos, bem como analisar se é possível realizar promoções ou liquidações. De forma geral, saber quantos recursos você possui para tocar o seu negócio de maneira saudável e com crescimento sustentável é a ideia central desta prática.

Quando bem segmentado, o fluxo de caixa também pode te ajudar a identificar quais produtos são viáveis e quais não. Ao analisar tudo sem um filtro apropriado, o empresário pode ter a sensação de que todos os produtos estão performando bem, quando na verdade algum deles está dando prejuízos que passam despercebidos.

A saúde financeira do seu negócio também encontra vantagens em um bom fluxo de caixa. Declarações e guias de impostos também se tornam mais simples de manter em dia, pois você terá registradas todas as operações da empresa.

Como fazer um fluxo de caixa?

Uma boa dica é começar a montar seu fluxo a partir de transações “fixas”, com as quais você já tem compromisso. Isso vale tanto para contas a pagar (impostos, folha de pagamento, insumos) quanto para contas a receber (vendas, juros).

É bastante comum, especialmente entre pequenos empresários, o uso de planilhas para fazer esses registros. Embora planilhas sejam bastante úteis, principalmente para quem está começando, recomendamos que você procure um sistema de gestão on-line. Assim, você consegue se organizar sem gastar tanto tempo.

Outro ponto é a periodicidade. Não deixe para registrar suas operações apenas quando sentir vontade: tente manter uma frequência, seja ela diária, semanal, quinzenal, mensal ou todas elas. Algumas operações se beneficiam de diferentes frequências, então não é má ideia distribui-las entre diferentes periodicidades, até para não gerar uma sobrecarga na hora de fazer o fluxo de caixa.

Ainda não é cliente do C6 Bank? Abra uma conta C6 Empresas e tenha tudo para seu negócio com uma conta digital, ilimitada e gratuita com cartão, saques, Pix, crédito e muito mais.

Leia também: 5 dicas para vender no Dia dos Namorados