Guia do Investidor

Quais são as melhores opções do Tesouro Direto para investir?

Conheça as opções de investimento mais rentáveis dentro do Tesouro Direto e comece a investir


Mulher em pé segurando um caderno
Quais são as melhores opções do Tesouro Direto para investir?

O investimento em títulos públicos é uma maneira muito segura e rentável de começar a investir. No entanto, com tantas opções do Tesouro Direto disponíveis, várias dúvidas podem surgir e é difícil saber por onde começar.

Na série “Pílula Financeira C6”, no nosso canal do YouTube, o Professor Liao Yu Chieh, educador financeiro do C6 Bank, explica um pouco mais sobre as principais opções do Tesouro Direto.

Descubra qual pode ser a melhor escolha para as suas necessidades e objetivos como investidor:

Relacionadas:

O que é Tesouro Direto?

O Tesouro Direto não é um investimento, mas sim um programa do Tesouro Nacional, em parceria com a Bolsa de Valores.

Através dele, é possível comprar e vender títulos públicos, e existem dez opções de títulos disponíveis.

O programa pode ser uma excelente forma de investimento, por três motivos:

  1. O Tesouro Direto não exige um alto investimento inicial. É possível começar a investir com apenas R$40, mantendo a rentabilidade de alguém que investe montantes maiores;
  2. O programa te garante uma alta liquidez. Assim, é possível vender os seus títulos de volta no momento que quiser;
  3. O Tesouro Direto é uma forma bastante segura de investimento. Quem garante o pagamento é o Governo Federal, que nunca deixou de pagar os credores e investidores locais.

Os títulos são divididos em três tipos de rentabilidade: o Tesouro SELIC, o Tesouro Prefixado e o Tesouro IPCA+. Conheça qual pode ser a melhor opção para você:

Tesouro SELIC

Os títulos do Tesouro SELIC são pós fixados. Nesse programa, a rentabilidade está atrelada a Taxa Selic, que é a tarifa básica de juros da economia brasileira.

O Tesouro SELIC é um dos principais produtos para investimentos de curto prazo, como para guardar uma reserva de emergência, por exemplo. Afinal, o Tesouro SELIC garante liquidez e segurança.

Além disso, o Tesouro Nacional anunciou a redução da taxa de custódia para quem investe até R$10.000 em Tesouro SELIC.

Outra vantagem desse produto é a liquidez diária. Assim, você pode resgatar o dinheiro quando você precisar.

Tesouro prefixado

Os títulos prefixados são aqueles que tem taxas predefinidas de rendimento. Assim, você já saberá quanto o seu dinheiro vai render logo no início do seu investimento.

Existem três opções de vencimento disponíveis. Ao optar pelo vencimento em 2031, você também poderá coletar os seus juros semestralmente, e não apenas no final do investimento.

Quanto maior o tempo de investimento, maior será a sua rentabilidade. A opção por um título prefixado depende do seu objetivo, da sua disponibilidade e do seu prazo para investimento.

Tesouro IPCA+

Esses são produtos atrelados a inflação, com uma taxa fixa de juros. O IPCA, que é calculado pelo IBGE, é o principal índice de inflação no Brasil.

No site, existem seis opções de vencimento diferentes. Os prazos mais longos também garantem o recebimento de juros semestrais.

A vantagem do IPCA+ é que você fica protegido da inflação durante todo esse período. Além disso, você também tem uma taxa de juros, e assim ganhará acima da taxa de inflação.

Essa categoria é uma boa opção para quem busca investir em objetivos de longo prazo, como a aposentadoria, por exemplo.

Antes de investir nesse produto, no entanto, é importante buscar uma previsão da taxa de inflação no período. Se a taxa de inflação se mantiver acima de 4,10% em um período de cinco anos, o investimento em Tesouro IPCA+ pode ser uma boa opção.  

Ainda não está usando o C6 Bank? Baixe o app, abra sua conta digital gratuita, peça seu cartão sem anuidade com a cor que quiser e aproveite um banco completo com tudo em um só app.

Leia também: Carteira de investimento: muito retorno e pouco risco