Economia

Resumo Semanal: inflação acumulada nos EUA é recorde em mais de 40 anos

Confira as principais notícias da semana, segundo a avaliação da equipe econômica do C6 Bank


Confira as principais notícias da semana (6/6-10/6), segundo a avaliação da equipe econômica do C6 Bank. Leia a íntegra do relatório.

Internacional

Estados Unidos: inflação generalizada

A inflação acelerou na margem e segue alta. O índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) subiu 1% em maio frente ao mês anterior, de acordo com o Departamento do Trabalho americano. Em 12 meses, o índice acumula alta de 8,6%, um recorde em mais de 40 anos. O aumento de preços foi generalizado entre as várias categorias. Houve aumento de 3,9% em relação ao mês anterior para energia e de 1,2% para alimentos. O núcleo do CPI (exclui alimentos e energia) subiu 0,6% e acumula alta de 6% em 12 meses. Em nossa visão, a inflação deve demorar a ceder em razão do forte aquecimento da economia americana.

O mercado de trabalho continua robusto. Os pedidos iniciais de seguro-desemprego, divulgados pelo Departamento do Trabalho, alcançaram 229 mil na semana encerrada em 4 de junho, um aumento de 27 mil em relação à semana anterior. Apesar do aumento, em nossa visão, o índice segue em patamar compatível com uma taxa de desemprego ao redor de 3,5%.

Europa: Banco Central sinaliza alta de juros

O Banco Central Europeu (BCE) anunciou o fim do programa de compra de ativos para 1 de julho e indicou que um primeiro aumento de juros, de 25 pontos-base, deve ocorrer na próxima reunião, em julho. O BCE indicou que mais aumentos devem seguir ao longo do ano e as magnitudes dependerão da evolução de suas projeções de inflação, sinalizando um possível aumento maior que 25 pontos-base em setembro. O Banco revisou suas projeções de inflação para cima, que ultrapassaram a meta de 2% no médio prazo. As projeções de crescimento econômico também foram alteradas, diminuindo para 2,8% em 2022 e para 2,1% em 2023.

O conflito entre Rússia e Ucrânia se estende pelo quarto mês. A Rússia avançou no leste do país, mas a batalha continua para tomar a região. A Ucrânia mostra resistência e segue recebendo ajuda militar, financeira e humanitária do Ocidente. Negociações diretas entre Rússia e Ucrânia estão praticamente paradas. O conflito se estende por mais tempo do que era previsto.

Os preços das commodities continuam com alta volatilidade. Entre os dias 3 e 9 de junho o petróleo aumentou 2,8%, pressionado pela temporada de viagens no hemisfério norte e retomada da atividade na China. O gás natural voltou a subir depois de algumas semanas em queda; o aumento de 2,1% ocorreu em razão de um acidente em um terminal de exportação americano que diminuirá volumes embarcados de gás natural liquefeito. Os preços das commodities agrícolas seguem pressionados, ainda sem progresso nas negociações de exportações de grãos ucranianos.

Na Alemanha, a produção industrial teve uma leve melhora em abril, subindo 0,7% em relação ao mês anterior, permanecendo abaixo do nível pré-pandemia. Entretanto, os pedidos à indústria contraíram 2,7%. Essa foi a terceira queda consecutiva do índice. Apesar de mais fraco, os pedidos continuam bem acima das vendas e da produção industrial.

China: Xangai se prepara para testagem em massa

O número de novos casos de Covid-19 teve aumento esta semana, girando em torno de 200, depois de uma média de 177 na semana anterior. A maior parte dos casos está concentrada na província da Mongólia Interior, onde lockdowns foram iniciados. Em Xangai e Pequim a identificação de casos fora de áreas de isolamento levou autoridades locais a voltarem com algumas restrições. Neste fim de semana, Xangai terá um breve lockdown para testagem em massa e apenas os complexos onde casos forem identificados permanecerão fechados. 

O fluxo de crédito agregado aumentou de RMB 910 bilhões para RMB 2,79 trilhões em maio, segundo o banco central da China (PBOC, na sigla em inglês), ficando acima do esperado. O aumento segue pedidos do governo central para que autoridades locais antecipem obras de infraestrutura. Houve forte aumento da emissão de títulos públicos e de empréstimos bancários, principalmente de curto prazo, às empresas e famílias. Créditos de médio e longo prazo tiveram aumento modesto para famílias, apesar da redução da taxa de hipoteca, e para as empresas, refletindo cautela nos investimentos.

A balança comercial registrou superávit de US$ 78,7 bilhões em maio, US$ 27,6 bilhões a mais que no mês anterior. Exportações aceleraram 16,9% comparadas ao mesmo mês do ano anterior, mais duas vezes o crescimento esperado, possivelmente em razão de um início de alívio de restrições relacionadas a Covid-19 e um acúmulo de pedidos represados do mês anterior. Importações também aceleraram 4,1% no mesmo período. Houve aumento no volume importado de petróleo e derivados, e de metais industriais, em relação ao mês anterior. Metais industriais são utilizados em construção e possivelmente refletem a necessidade de material para obras de infraestrutura.

A inflação veio praticamente em linha com o esperado em maio. O índice de preços ao consumidor manteve a aceleração de 2,1% frente ao mesmo mês do ano anterior, segundo o Escritório Nacional de Estatísticas chinês (NBS, na sigla em inglês). O núcleo da inflação também manteve o aumento modesto de 0,9%, possivelmente em razão de um consumo mais fraco em meio às restrições de mobilidades relacionadas ao surto de Covid-19. A inflação ao produtor desacelerou de 8,0% para 6,4%, conforme esperado; apesar de preços elevados de commodities energéticas, os preços de certos metais industriais ajudaram a puxar a inflação para baixo.

Brasil

Pesquisa Focus: Selic alta por mais tempo

O Banco Central divulgou nesta semana uma atualização parcial do Boletim Focus, relatório que reúne a expectativa das instituições financeiras em relação aos principais indicadores econômicos do país. Por conta da greve dos servidores da autarquia, a divulgação do boletim havia sido interrompida. Em relação ao último boletim divulgado no dia 02 de maio, a projeção para o IPCA apresentou alta, tanto para 2022 (de 7,89% para 8,89%) quanto para 2023 (de 4,1% para 4,4%). O número esperado para o PIB subiu para 2022 (de 0,7% para 1,2%) e caiu para 2023 (de 1% para 0,8%). A taxa Selic permaneceu em 13,25% para 2022 e registrou elevação para 2023 (de 9,25% para 9,75%).

Atividade: varejo em linha com o consenso

A Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) de abril mostrou alta de 0,7% frente ao mês anterior no volume de vendas no comércio varejista ampliado, resultado praticamente em linha com o que nós e o mercado projetávamos. A composição do índice mostrou que os segmentos específicos do varejo ampliado (veículos e materiais de construção) vieram mais fracos que nossas projeções. O dado reforça nossa visão de que a atividade no 2T22 ainda apresentará expansão, porém deve registrar crescimento baixo ou negativo no 2º semestre. A alta de juros e a renda real em patamar baixo comprometem a expansão do segmento de varejo à frente.

Inflação: surpresa positiva, porém perspectivas seguem ruins

O IGP-DI avançou 0,69% em maio, abaixo do esperado pelo consenso de mercado, e acumula alta de 10,56% em 12 meses. O dado registrou uma aceleração em relação ao mês anterior, quando subiu 0,41%. A composição dos índices de atacado mostrou o IPA agrícola com alta de 0,68% frente a deflação de 2,34% no mês anterior. Adicionalmente, o núcleo do IPA industrial – que inclui apenas os itens relacionados à inflação de bens industriais do IPCA, excluindo alimentos, combustíveis e minério de ferro – segue alto, registrou elevação de 1,30% ante 1,75% em abril.

O IPCA de maio registrou expansão de 0,47%, abaixo do que nós (0,56%) e o mercado (0,6%) esperávamos. O índice acumula alta de 11,7% na variação em 12 meses. Houve surpresa para baixo em serviços e bens industriais, principalmente nos itens de higiene pessoal e alimentação fora do domicílio. Entretanto, o índice mostra inflação de serviços e de bens industriais ainda elevada. Em 12 meses, a inflação de serviços acumula alta de 8% e a de bens industriais de 14%. A inflação de serviços deve continuar sentindo a inércia inflacionária nos próximos meses. A inflação de bens industriais também deve seguir elevada como consequência dos efeitos dos choques nas cadeias globais de produção (Guerra na Ucrânia e lockdowns na China). O índice de difusão, que mede o percentual de subitens em alta no mês, registrou 72,4% – acima da média histórica de 61,8% – sinalizando uma alta de preços disseminada. O dado teve pouco impacto na nossa projeção para a inflação de 2022.

Equipe Econômica C6 Bank

Felipe Salles Head
Claudia Moreno Head Brasil
Claudia Rodrigues Head Internacional
Felipe Mecchi Internacional
Heliezer Jacob Brasil

Este relatório foi preparado pelo Banco C6 S.A.

Os números contidos nos gráficos de desempenho referem-se ao passado; o desempenho passado não é garantia de resultados futuros.

Cada analista de Macro Research é o principal responsável pelo conteúdo deste relatório e atesta que:

(i) todas as opiniões expressas refletem com precisão suas opiniões pessoais e eventual recomendação foi elaborada de forma independente, inclusive em relação ao Banco C6 S.A. e / ou suas afiliadas;

(ii) nenhuma parte de sua remuneração foi, está ou estará, direta ou indiretamente, relacionada a quaisquer recomendações específicas realizadas pelo analista.

Parte da remuneração do analista vem dos lucros do Banco C6 S.A. e / ou de suas afiliadas e, consequentemente, as receitas decorrem de transações mantidas pelo Banco C6 S.A. e / ou suas coligadas.

Este relatório foi preparado pelo Banco C6 S.A., uma instituição regulada por autoridades brasileiras.

O Banco C6 S.A. é responsável pela distribuição deste relatório no Brasil.

Ainda não está usando o C6 Bank? Baixe o app, abra sua conta digital gratuita, peça seu cartão sem anuidade com a cor que quiser e aproveite um banco completo com tudo em um só app.