Seu Bolso

Taxa de desemprego: o que é e qual o seu impacto na economia?

Entenda os impactos da taxa de desemprego na economia brasileira


O que é taxa de desemprego
O que é taxa de desemprego?

A taxa de desemprego é um fator importante para entender a situação econômica de um país. Mas, para que você possa compreender o que é e como essa taxa impacta a economia, é necessário conhecer o conceito de pessoa desempregada.  

Pessoas desempregadas são aquelas que tem condições para trabalhar e estão procurando ativamente por emprego, mas ainda não encontraram. Pessoas que não estão aptas para trabalhar, por exemplo, não entram para a estatística.

A taxa brasileira é calculada com base na PNAD Contínua (Pesquisa Nacional por Análise de Domicílios Contínua). Em abril de 2022, o índice estava em 10,5%, de acordo com a pesquisa.  

Entenda mais a respeito da taxa de desemprego e como esse índice impacta a economia do Brasil:  

Relacionadas: 

O que é taxa de desemprego? 

A taxa de desemprego é a porcentagem de pessoas que fazem parte da força de trabalho e que estão procurando por uma função.  

São consideradas como força de trabalho pessoas com mais de 14 anos e que estão empregadas ou procurando por uma ocupação.  

Portanto, um jovem que se dedica exclusivamente aos estudos não se enquadra como força de trabalho, uma vez que ainda não está à procura de emprego.  

Esses dados são determinados pela PNAD Contínua, que utiliza como base as flutuações da força de trabalho e outras informações necessárias para avaliar o desenvolvimento socioeconômico do Brasil. A pesquisa divulga dados mensais, trimestrais, anuais e variáveis.  

Como a taxa impacta a economia? 

A força de trabalho que está em atividade é relevante para a movimentação da economia. Além disso, o índice é um dado importante para calcular a quantidade de pessoas que estão abaixo da linha da pobreza e que precisam do amparo de programas sociais, por exemplo. 

A taxa de desemprego é muito importante para avaliar a situação socioeconômica de um país. No entanto, outras variáveis devem ser observadas para entender o real cenário. Alguns exemplos são a porcentagem de trabalhadores informais e a renda média da população. 

É importante lembrar que algumas pessoas não são contabilizadas pela pesquisa. Exemplificando, pessoas que desistiram de procurar emprego não são consideradas como força de trabalho. Além disso, a PNAD é realizada através de domicílios. Portanto, uma porcentagem das pessoas em situação de rua não entra para a estatística. 

Ainda não está usando o C6 Bank? Baixe o app, abra suaconta digital gratuita, peça seu cartão sem anuidade com a cor que quiser e aproveite um banco completo com tudo em um só app. 

Leia também:  Qual a importância do PIB na economia?