Seu Bolso

O que é taxa referencial?

A variação da taxa referencial impacta a sua vida financeira?


Pessoa mexendo no celular buscando por o que é taxa referencial

A Taxa Referencial protagonizou a década de 90 no Brasil. Na época, ela foi essencial para indicar o rendimento com relação a alguns investimentos e financiamentos. O papel que desempenhava era muito parecido com a atual função da Taxa Selic, uma vez que os anos 90 foram marcados por uma hiperinflação.

Nos dias atuais, a TR permanece presente no cotidiano, mas de uma forma mais tímida. Ela exerce o papel de indicar a atualização monetária de algumas aplicações, corrigindo valores ao longo do tempo.

Será que a taxa de referência impacta na sua vida financeira? Continue lendo o texto e descubra de quais cenários a TR faz parte.

Relacionadas:

Taxa Referencial 2022: a TR impacta os seus investimentos?

Aqui é importante ressaltar que a TR é uma taxa de juros de referência, e o seu controle é feito pelo Banco Central.

Onde ela está presente?

Taxa de referência no FGTS

Se você é um trabalhador com carteira assinada, a taxa de referência tem impacto direto na sua vida financeira, especificamente na rentabilidade do FGTS. Isso acontece porque a rentabilidade do FGTS é composta pela atualização monetária da taxa de referência + 3% ao ano.

TR e Títulos de capitalização

Aqui, o impacto também se encontra na rentabilidade, já que ela também é composta pela atualização monetária da TR. Neste caso, é improvável que outros tipos de remuneração aconteçam, como o pagamento de juros. Então, para aqueles que têm esse tipo de produto, a TR é muito importante e indica se você terá um bom retorno ou não.

A taxa referencial ainda está presente nos financiamentos imobiliários?

A resposta para essa pergunta é: depende. A verdade é que não são todos os contratados que a utilizam para atualizar o saldo devedor. O IGP-M ou INCC são exemplos de outros índices que podem ser utilizados.

E a caderneta de poupança?

Em conjunto com a Selic, a variação da TR também marca presença no valor da remuneração da poupança. Porém, a modalidade em que o valor muda de acordo com a Selic só entrou em vigor em 2012, de modo que os valores depositados antes desse período seguem a regra de: 0,5% ao mês + TR. Essa regra também se aplica ao cenário em que a Selic está acima de 8,5%, a poupança paga 0,5% ao mês + TR. Mas quando os juros estão iguais ou abaixo de 8,5% a remuneração acontece de forma diferente, ela equivale a 70% da Selic + variação da taxa de referência. Em todos os casos, a taxa de referência está presente.

Em conclusão, a taxa de referência já esteve muito mais presente na vida financeira dos brasileiros. Hoje, existem novas taxas e índices que são levados em consideração na hora de calcular a rentabilidade de investimentos. Mas, como foi possível notar, existem alguns casos em que a TR permanece exercendo um fator fundamental.

Ainda não está usando o C6 Bank? Baixe o app, abra sua conta digital gratuita, peça seu cartão sem anuidade com a cor que quiser e aproveite um banco completo com tudo em um só app.

Leia também: Conheça os vários investimentos com liquidez diária