Seu Bolso

Quer passar na entrevista de emprego? Veja que comportamentos devem ser evitados

Se você está em busca de um novo emprego, provavelmente já se perguntou o que falar e como se portar na temida entrevista.


Mulher em pé segurando um caderno

Se você está em busca de um novo emprego, provavelmente já se perguntou o que falar e como se portar na temida entrevista.

Saiba que é importante aproveitar ao máximo a oportunidade para mostrar, por A mais B, o quanto seu perfil, suas competências e habilidades são de fato compatíveis com a cultura da organização e a vaga em questão.

Confira os comportamentos que devem ser evitados para garantir uma boa entrevista de emprego:

Ir despreparado

A falta de conhecimento do candidato sobre os requisitos do cargo e a atuação da companhia é um erro comum, para não dizer fatal. E não basta entrar no site, ler algumas informações e achar que é o suficiente.

É importante pesquisar a cultura da organização, bem como os desafios que ela está enfrentando atualmente. Isso demonstra que você fez sua lição de casa e está levando a entrevista a sério.

Ficar disperso

No caso da reunião por vídeo, em especial, é preciso não apenas certificar-se da qualidade da internet, mas também de não ser interrompido durante a conversa. Para isso, o ideal é desligar o celular (silencioso não vale) e as notificações de e-mail – que distraem e atrapalham a dinâmica do encontro.

Estar desatualizado

Busque sempre se informar sobre tendências, novas técnicas e ler as notícias do seu segmento. Dessa forma, você poderá mostrar ao recrutador que é capaz de oferecer soluções condizentes com a atualidade.

Parecer arrogante

Autoconfiança é importante, mas procure não exagerar na dose, vangloriando-se de seus talentos e suas vitórias, pois isso pressupõe um obstáculo para o trabalho em equipe.

Soar individualista

Começar a maioria das frases usando a primeira pessoa do singular – “eu criei”, “eu fiz”, “eu conquistei” – pode dar a impressão de que o candidato está tomando o crédito por um projeto no qual ele teve uma pequena participação, e não algo que desenvolveu ou pelo qual foi responsável.

Ser genérico

Seja prático e vá direto ao ponto, dê exemplos concretos sobre sua experiência profissional e, é claro, não deixe de citar resultados.

Relacionadas:

Parecer tenso

Tente controlar ao máximo a ansiedade e o nervosismo para não “travar”, esquecer informações importantes, encurtar o discurso, gaguejar e por aí afora.

Ser indelicado

Entrar na reunião atrasado, atender telefone durante a conversa, olhar para os lados o tempo todo ou envolver-se em atividades paralelas são atitudes que passam uma mensagem negativa a seu respeito.

Falar sem parar ou ser monossilábico

O ideal é ter equilíbrio. Dê respostas curtas, objetivas, sem floreios, sempre focando nas perguntas feitas. Mas não se esqueça que a entrevista pressupõe um diálogo.

Não perguntar nada ou dar respostas binárias e fechadas diante de questões abertas pode representar um problema sério, principalmente se “boa capacidade de comunicação” for um requisito claramente exigido na descrição da vaga.

Ser negativo

Evite falar mal do emprego anterior, ou do ex-chefe, bem como focar sua fala em problemas, em vez de soluções. É claro que isso faz parte e o recrutador certamente vai querer saber como você contornou eventuais conflitos e situações difíceis. Mas evite transmitir a ideia de que seria uma influência negativa para a empresa e os times.

Ser preconceituoso

Comentários inadequados e discriminatórios? Pode dar adeus à vaga.

Como trabalhar no C6 Bank?

As vagas abertas no C6 Bank estão disponíveis aqui: https://c6bank.gupy.io/

Caso você encontre alguma que tenha relação com o seu perfil, inscreva-se. Se houver interesse do nosso time, você receberá o nosso contato.

Ainda não está usando o C6 Bank? Baixe o app, abra sua conta digital gratuita, peça seu cartão sem anuidade com a cor que quiser e aproveite um banco completo com tudo em um só app.

Leia também: Quer aumentar sua produtividade? Deixar de ser multitarefa pode ajudar você