Seu Bolso

O que é o Tesouro Nacional?

O Tesouro Nacional é responsável por manter o equilíbrio das contas públicsa através do controle da arrecadação e dos gastos públicos


Mulher com planilha na mão fazendo investimentos no Tesouro Nacional

No mundo dos investimentos, um dos mais populares, independentemente de perfil ou experiência, são os investimentos em títulos públicos federais, feitos através do programa Tesouro Direto. Este programa, por sua vez, é do Tesouro Nacional.

Neste post, saiba mais informações sobre o Tesouro Nacional e a sua importância para a economia brasileira. Confira a seguir:

Relacionadas:

O que é o Tesouro Nacional?

Da mesma forma que uma empresa, um Estado precisa cuidar de suas despesas. Saúde, educação, segurança, pagamento de dívidas, salários, aplicação de políticas públicas e inúmeros outros custos precisam ser geridos com cuidado.

No Brasil, quem fica responsável por essa administração é a Secretaria do Tesouro Nacional. Ela é o órgão central de gestão financeira e contabilidade do governo e tem como objetivo administrar os recursos públicos da forma que julgar a melhor possível.

Esses recursos, por sua vez, são arrecadados por meio de impostos, títulos públicos e lucros de empresas estatais. Frequentemente, o Tesouro Nacional será referido como uma espécie de “caixa” do governo federal.

Tesouro Transparente

O Tesouro Transparente é o portal on-line do Tesouro Nacional. Nele, é possível consultar temas como estatísticas fiscais e planejamento, execução orçamentária e financeira, dívida pública federal, ativos da união, contabilidade e custos, bem como dados de estados e municípios.

É possível investir no Tesouro Nacional?

Não. O que é possível, na verdade, é investir em títulos públicos, como pessoa física, por meio do Tesouro Direto, um programa desenvolvido pelo Tesouro Nacional em parceria com a B3 e lançado em 2002.

Ao comprar um título público (Tesouro Selic, Prefixado, Prefixado com Juros Semestrais, IPCA+ ou IPCA+ com Juros Semestrais), você empresta dinheiro ao governo, que pode usá-lo para cobrir as despesas administradas pelo Tesouro Nacional. Como retorno, você recebe o valor investido com o acréscimo de juros.

Esse investimento se tornou popular por ser uma alternativa de renda fixa com baixo investimento inicial. É possível investir em títulos públicos com aplicações a partir de R$ 30. E há variedade de opções: hoje em dia, o Tesouro Direto oferece alternativas de prazos e indexadores diferentes.

Ainda não está usando o C6 Bank? Baixe o app, abra sua conta digital gratuita, peça seu cartão sem anuidade com a cor que quiser e aproveite um banco completo com tudo em um só app.

Leia também: CDB vs Poupança: veja quem rende mais com a alta da Selic