MEI

O que é o Programa de Artesanato Brasileiro?

O Programa de Artesanato Brasileiro foi criado em 1991 com o objetivo de fomentar o segmento artesanal do país


Mulher com obra artesanal na mão, participante do Programa de Artesanato Brasileiro

O Programa de Artesanato Brasileiro é um projeto do Governo Federal feito com o intuito de, por meio de diferentes estratégias, promover e fomentar o artesanato, grande instrumento de geração de renda e preservação da história de um local que, apesar de sua importância e presença no Brasil inteiro, ainda sofre com desvalorização do setor, bem como com problemas mercadológicos.

No texto a seguir vamos falar um pouco mais sobre esse programa, bem como seus objetivos e métodos. Confira mais informações abaixo.

Relacionadas:

O que é Programa de Artesanato Brasileiro?

Também conhecido como PAB, o Programa de Artesanato Brasileiro foi criado há pouco mais de 30 anos, em 1991, pelo extinto Ministério da Ação Social. Hoje em dia é coordenado pelo Ministério da Economia e gerido pela Secretaria de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas, Empreendedorismo e Artesanato.

Apesar da mudança, seu objetivo central se manteve: consolidar o artesanato brasileiro enquanto setor econômico de forte impacto no desenvolvimento das comunidades.

Como o PAB funciona?

O Programa de Artesanato Brasileiro conta com 4 eixos estratégicos, cada um deles com ações próprias. São eles:

Fortalecimento do artesão e do artesanato brasileiro:

  • Reconhecimento e fortalecimento da profissão do artesão;
  • Realização do Fórum Nacional do Artesanato e articulação de fóruns estaduais do artesanato, que busquem o desenvolvimento do setor;
  • Instituição do Prêmio Nacional de Valorização do Artesão e do Artesanato Tradicional Popular;
  • Implantação do Portal do Artesanato Brasileiro.

Acesso a mercado com foco em:

  • Identificação de espaços mercadológicos para divulgação e comercialização dos produtos artesanais;
  • Participação em feiras, mostras e eventos nacionais e internacionais, para facilitar a comercialização dos produtos;
  • Estruturação dos Núcleos Produtivos para o Artesanato, por meio da construção ou reforma de espaços físicos, para melhoria de gestão do processo de produção e comercialização;
  • Articulação de linhas de créditos para fomentar o artesanato em todas as etapas de produção.

Sistema de Informações Cadastrais do Artesanato Brasileiro (SICAB)

  • manterá o cadastro permanente dos artesãos, permitindo conhecer e mapear o setor, além de possibilitar a realização de estudos técnicos.

Qualificação e formação do artesão:

  • Promover a qualificação para gestão dos processos produtivos e de comercialização do artesanato;
  • Promover a qualificação técnica do artesão para obtenção de certificados nacional e internacional;
  • Propiciar a participação de artesãos em ações de formação, promoção e comercialização via intercâmbio nacional e internacional.

Ações como o SICAB e o Portal do Artesanato Brasileiro já existem e estão disponíveis para todas as pessoas acessarem e explorarem suas funcionalidades.

Ainda não é cliente do C6 Bank? Abra uma Conta MEI completa e sem tarifas com C6 Business sem anuidade.

Leia também: O que é MEI?