Guia do Investidor

Reserva de emergência: saiba onde aplicar e quanto dinheiro guardar

A reserva de emergência é o primeiro passo para qualquer pessoa que pretende investir. Entenda como ela funciona.


Entre tantas outras lições, a pandemia mostrou ao brasileiro a importância de se ter à mão um dinheiro guardado para aqueles momentos de adversidade, que às vezes chegam de surpresa. Mas, na hora de escolher o produto mais adequado para isso, o que deve nortear o investidor não é a eterna busca pela maior rentabilidade. Quando o assunto é reserva de emergência, a palavra de ordem é liquidez.

A reserva de emergência não é para aumentar o seu patrimônio, e sim, como diz o nome, para você usar em despesas inesperadas.

Prof. Liao, Head de Educação do C6 Bank

É por essa razão que o mais indicado é investir em renda fixa, preferencialmente em CDBs pós-fixados de liquidez diária. Além de poderem ser sacados a qualquer momento, esses produtos contam com a proteção do FGC (Fundo Garantidor de Crédito). Caso o banco ou instituição financeira tenha dificuldades operacionais, o FGC garante o depósito de até R$ 250 mil investidos por CPF.

Antes de investir, verifique se a remuneração do CDB é de, pelo menos, 100% do CDI. Aqui no C6 Bank os CDBs de liquidez diária rendem 102% do CDI.

Qual deve ser o tamanho da reserva de emergência?

Uma dúvida recorrente dos investidores é sobre quanto dinheiro basta guardar para se estar protegido contra uma eventualidade. E essa é uma resposta muito subjetiva, pois depende do padrão de vida e das necessidades de cada um. Recomenda-se que o colchão financeiro seja equivalente a, pelo menos, três meses de despesas. Mas há quem precise de mais segurança para ter uma boa noite de sono. Em casos assim, a reserva de emergência pode variar de seis a 12 meses de salário.

Os educadores financeiros são unânimes em um ponto: não deixe o dinheiro da reserva financeira parado na conta corrente. Corre-se o risco de misturar os recursos que deveriam estar reservados para imprevistos com as despesas do dia-a-dia.

Quer entender um pouco mais sobre reserva financeira e sobre como começar a investir? Assista ao vídeo do Prof. Liao sobre o assunto.