Seu Bolso

Como retirar o dinheiro do FGTS?

O saque do dinheiro reservado no FGTS pode ser feito a partir do aplicativo do Fundo, sem necessidade de sair de casa


Mulher grisalha sentada diante de calculadora e papéis, estudando o que fará depois de retirar o dinheiro do FGTS

O FGTS é o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço do governo. Ele tem o objetivo de proporcionar aos trabalhadores de carteira assinada uma reserva financeira. Mas você sabe como retirar o dinheiro do FGTS?

Neste post, vamos explicar, de forma simples e rápida, como realizar este procedimento. Confira mais informações a seguir.

Relacionadas:

Como funciona o FGTS?

Todo mês, o empregador deposita em contas da Caixa Econômica Federal um valor, correspondente a 8% do salário do funcionário. Esses depósitos vão formando o Fundo de cada trabalhador e, em casos de demissão sem justa causa, doenças graves ou aposentadoria, por exemplo, é possível receber o saldo do FGTS.

Como retirar o dinheiro do FGTS?

A Caixa Econômica Federal, há algum tempo, passou a disponibilizar um novo meio, mais prático, de fazer essa retirada. Trata-se do saque digital, um novo serviço para você sacar seu FGTS com mais conforto e rapidez.

Neste serviço, ao acessar o app do FGTS é possível consultar valores liberados e solicitar o saque. Além disso, é necessário indicar uma conta de sua titularidade.

Tipos de saque

Além do saque digital, existem outros dois tipos de saques do FGTS: o Saque-Aniversário e o Saque-Rescisão.

  • Saque-Rescisão: categoria na qual o trabalhador, quando demitido sem justa causa, ganha direito ao saque integral da conta do FGTS, incluindo a multa rescisória, quando devida. É a modalidade padrão quando o trabalhador ingressa no FGTS.
  • Saque-Aniversário: anualmente, no mês de aniversário, o trabalhador pode sacar parte o seu saldo de FGTS. Caso seja demitido, poderá sacar apenas o valor referente à multa rescisória.

Quem pode fazer o saque?

A ferramenta está disponível para todos os trabalhadores que se encaixam em uma das condições de saque previstas em lei e que possuam valor liberado para saque. Isso também vale para aposentados.

A seguir, vamos mostrar os documentos necessários para algumas condições de saque mais comuns. Confira:

  1. Demissão sem justa causa: documento de identificação pessoal, CPF ou número PIS/PASEP/NIS/NIT e Carteira de Trabalho e Previdência Social.
  2. Término do contrato por prazo determinado: documento de identificação pessoal e CTPS física ou impressão das telas da CTPS digital.
  3. Aposentadoria: Carteira de Trabalho, documento de identificação, CPF ou número PIS/PASEP/NIS/NIT, documento que comprove a aposentadoria e TRCT, homologado quando legalmente exigível, para contrato firmado após a Data de Início do Benefício
  4. Doença grave: formulário “Relatório Médico de Doenças Graves para Solicitação de Saque do FGTS”, firmado com assinatura sobre carimbo do médico assistente responsável pelo tratamento, cópia dos exames médicos e de seus respectivos laudos e/ou dados clínicos, documento de identificação, documento que comprove vínculo empregatício.

Como fazer o saque?

No aplicativo do FGTS, consulte os valores disponíveis para saque. Em seguida, indique a conta, de qualquer instituição bancária, em que deseja receber o dinheiro. O procedimento não tem nenhum custo, e dentro de 5 dias úteis o valor selecionado estará disponível em conta.

Também é possível acompanhar, por meio do aplicativo, as etapas entre a solicitação e a liberação dos valores para saque.

Ainda não está usando o C6 Bank? Baixe o app, abra sua conta digital gratuita, peça seu cartão sem anuidade com a cor que quiser e aproveite um banco completo com tudo em um só app.

Leia também: Como aderir ao Saque-Aniversário do FGTS